‘Fazer o bem faz bem!’

Ensino | Associação de Pais de Pedome e Teach for Portugal recolhem equipamento informático para alunos carenciados

“Para vencer as adversidades causadas por esta pandemia, temos que assumir a responsabilidade de cuidarmos uns dos outros“. Não apenas por essa razão, mas também porque a Escola, como a conhecíamos até aqui, teve de ser reinventada: em casa, através do computador, do tablet ou do telemóvel.

“Em tempos de pandemia e com as restrições de contato social, não restam alternativas” e, embora não existam “soluções perfeitas”, de facto “estamos perante um desafio”.

Há um caminho a percorrer, que tem de ser feito lado a lado e envolvendo toda a comunidade educativa, não esquecendo nesse percurso os seus elementos mais frágeis, os alunos oriundos de grupos sociais mais desfavorecidos.

Foi a pensar nisso que a Associação de Pais de Pedome, em parceria com Luís Vasconcelos, membro do movimento Teach for Portugal do Agrupamento de Escolas de Pedome, criou uma campanha solidária de recolha de equipamentos informáticos.

A falta deste material impede que muitas crianças tenham acesso a recursos que precisam para continuar a aprender. Ao todo são cerca de 1.600 alunos de escolas básicas e secundárias em  Vila Nova de Famalicão, Braga, Guimarães, Lousada, Porto e Vila Nova de Gaia, concelhos onde a Teach for Portugal desenvolve a sua intervenção através do programa Student Keep.

“Não aceitamos que as desigualdades sejam catalogadas como destino e que alguns alunos fiquem para trás por condições de origem”, salienta a associação, manifestando preocupação com os alunos que representa.

Fazer o bem faz bem!“, pelo que lança um desafio:

“Tem um computador, desktop, um tablet, um smartphone que já não usa mas que está em perfeitas condições? Ajude-nos ajudar!”

Os equipamentos serão depois distribuídos a alunos que pertençam a agregados familiares vulneráveis, permitindo-lhes assim o acompanhamento efetivo de aulas não presenciais e a realização de avaliações à distância.

Unidos vamos conseguir mudar o rumo a esta história!“, conclui a associação.

A Associação de Pais de Pedome continua empenhada em prosseguir o trabalho que tem vindo a desenvolver. “Longe mas perto, continuamos disponíveis“.

Se estiver disposto a colaborar, envie um email para apaispedome@gmail.com que a associação tratará de tudo.

Obs: Artigo editado em 30042020, 16h26, com informação relativa à ação da Teach for Portugal.

Fonte e Imagens: AP Pedome

Notícia publicada no Vila Nova a 30 abril de 2020