Impacto

O PROBLEMA

Fazer o suficiente não chega.
Vamos fazer melhor!

São demasiadas as crianças em Portugal que não sabem que podem ter outras oportunidades e opções mais conscientes para a sua vida e carreira, só porque nasceram em determinado lugar. Se deixarmos acontecer como sempre aconteceu, nunca quebraremos ciclos de pobreza, injustiça e desigualdade.

De onde somos não deveria afetar para onde vamos. A realidade é que não acontece assim!

Qual é o problema?

O estrato socioeconómico de uma criança influencia o seu futuro e restringe as suas oportunidades ao longo da vida.

Alguns dados do Problema

TAXA

DE REPROVAÇÃO

É de 52% nos alunos de comunidades desfavorecidas, 5x superior à dos colegas num contexto social mais favorecido.

Fonte: UE (2017) Portugal Monitor da Educação e Formação
NOTAS

E ESCOLARIDADE DAS MÃES

Em Portugal, a probabilidade de uma criança, cuja mãe completou apenas o 9º ano, ter sucesso escolar, ou seja, ter positiva a português e matemática no 9º ano e nunca ter reprovado, é de apenas 31%.

Fonte: DGEEC (2015)

ORIGEM

E O ELEVADOR SOCIAL ESTRAGADO

Em Portugal, o maior preditor do sucesso académico de uma criança é a sua origem socioeconómica.

Fonte: OCDE (2018)

APOIOS

E POBREZA

Em 2017/2018, 36,1% dos alunos nos ensinos Básico e Secundário da rede pública em Portugal continental necessitaram de apoio da Ação Social Escolar.

Fonte: Estado da Educação, CNE (2018)  

CINCO

GERAÇÕES DE POBREZA

Em Portugal, pode demorar até 5 gerações para que uma família pobre alcance um rendimento médio.

Fonte: OCDE (2018)

CURSO

DO ENSINO SUPERIOR

25% dos estudantes desfavorecidos e com bons desempenhos no PISA 2018 não têm perspetiva de concluir um curso superior. Entre os alunos mais favorecidos, este é um objetivo da quase totalidade.

Fonte: OCDE (2018)

TAXA

DE REPROVAÇÃO

É de 52% nos alunos de comunidades desfavorecidas, 5x superior à dos colegas num contexto social mais favorecido.

Fonte: UE (2017) Portugal Monitor da Educação e Formação

NOTAS

E ESCOLARIDADE DAS MÃES

Em Portugal, a probabilidade de uma criança, cuja mãe completou apenas o 9º ano, ter sucesso escolar, ou seja, ter positiva a português e matemática no 9º ano e nunca ter reprovado, é de apenas 31%.

Fonte: DGEEC (2015)

ORIGEM

E O ELEVADOR SOCIAL ESTRAGADO

Em Portugal, o maior preditor do sucesso académico de uma criança é a sua origem socioeconómica.

Fonte: 

APOIOS

E POBREZA

Em 2017/2018, 36,1% dos alunos nos ensinos Básico e Secundário da rede pública em Portugal continental necessitaram de apoio da Ação Social Escolar.

Fonte: Estado da Educação, CNE (2018)

CINCO

GERAÇÕES DE POBREZA

Em Portugal, pode demorar até 5 gerações para que uma família pobre alcance um rendimento médio.

Fonte: OCDE (2018)

CURSO

DO ENSINO SUPERIOR

25% dos estudantes desfavorecidos e com bons desempenhos no PISA 2018 não têm perspetiva de concluir um curso superior. Entre os alunos mais favorecidos, este é um objetivo declarado pela quase totalidade.

Fonte: OCDE (2018)

Conheça mais sobre desigualdade educativa

O tema da educação e das desigualdades em Portugal é vasto mas deixamos aqui alguns estudos e artigos.

Este é um problema global.

O Impacto da Desigualdade Educativa no Mundo

CRISE

NA EDUCAÇÃO

A iniquidade na educação contribui para um maior desemprego e economias mais fracas. O custo da crise educacional do Paquistão é equivalente ao de uma inundação devastadora todos os anos.

Fonte: Teach For All
CRIME

E ABANDONO ESCOLAR

A falta de equidade na educação sustenta o crime e violência. Nos Estados Unidos, um homem que tenha abandonado o ensino superior tem 47x mais probabilidade de ser preso do que um licenciado.

 

Fonte: Teach For All

GUERRA

E DISCRIMINAÇÃO

A iniquidade educacional alimenta a discriminação. Aumentar o número de matrículas nas escolas primárias de um país de 77% para 100% pode reduzir o seu potencial de guerra civil para metade.

 

Fonte: Teach For All

MAIS

POBREZA

A desigualdade educacional perpetua a pobreza. Se todos os alunos, em países de baixo rendimento, deixassem a escola com habilidades básicas de leitura, 171 milhões de pessoas sairiam da pobreza.

Fonte: Teach For All  

MEIOS

RURAIS E ENSINO SUPERIOR

Uma criança que tenha crescido na China rural, tem apenas 5% de probabilidade de ir para a faculdade.

 

Fonte: Teach For All

BAIXO

DESEMPENHO ESCOLAR

Quanto maior a presença de problemas sociais, de isolamento e de atenção, menor o desempenho escolar. O baixo desempenho escolar prediz maior prevalência de comportamentos agressivos.

 

Fonte: Tese de Mestrado

CRISE

NA EDUCAÇÃO

A iniquidade na educação contribui para um maior desemprego e economias mais fracas. O custo da crise educacional do Paquistão é equivalente ao de uma inundação devastadora todos os anos.

Fonte: Teach For All

CRIME

E ABANDONO ESCOLAR

A falta de equidade na educação sustenta o crime e violência. Nos Estados Unidos, um homem que tenha abandonado o ensino superior tem 47x mais probabilidade de ser preso do que um licenciado.

Fonte: Teach For All

GUERRA

E DISCRIMINAÇÃO

A iniquidade educacional alimenta a discriminação. Aumentar o número de matrículas nas escolas primárias de um país de 77% para 100% pode reduzir o seu potencial de guerra civil para metade.

Fonte: Teach For All

GERA

POBREZA

A desigualdade educacional perpetua a pobreza. Se todos os alunos em países de baixa renda deixassem a escola com habilidades básicas de leitura, 171 milhões de pessoas sairiam da pobreza.

Fonte: Teach For All

MEIOS

RURAIS E ENSINO SUPERIOR

Uma criança que tenha crescido na China rural, tem apenas 5% de probabilidade de ir para a faculdade.

Fonte: Teach For All

BAIXO

DESEMPENHO ESCOLAR

Quanto maior a presença de problemas de atenção, de problemas sociais e de problemas de isolamento, menor o desempenho escolar. O baixo desempenho escolar prediz maior prevalência de comportamentos agressivos.

Fonte: Tese de Mestrado
Nasci com um rótulo,

com um destino dito “previsível”, e se inicialmente era por ser filho de alguém, depois adensou-se por ser filho de ninguém.

Em vez de me preocupar com a aprendizagem, eu encontrava-me no modo sobrevivência. Diziam-me que não valia a pena esforçar-me, que não ia a lado nenhum, que até era um rapaz inteligente, mas estudar só ia trazer problemas em casa.

A minha vida escolar refletia isso, todo o meu ensino básico foi feito com o menor esforço possível. Não acreditava, não me esforçava.

O secundário mudou totalmente o meu rumo. A escola foi uma incubadora da minha confiança e transformou-me. Lá, encontrei um conjunto de professores que me motivaram e acompanharam. Por muito complicado que eu fosse, por muitas resistências que demonstrasse, nunca desistiram e fizeram-me acreditar em mim.

Por experiência própria, uma pessoa pode não conseguir mudar o mundo, mas efetivamente tem a capacidade de mudar o mundo de alguém e criar uma corrente de mudança e gratidão.

Luís Vasconcelos
Mentor TFP no Programa de Desenvolvimento de Liderança

Seleção de investigação sobre sucesso escolar

"A auto-avaliação contínua e a auto-atribuição de notas contribuem para o sucesso escolar, bem como um ensino recíproco / bidirecional e orientado para a resolução de problemas."

J. Hattie, 2015

"As escolas que definem expetativas elevadas para todas as crianças (...) tendem a obter níveis mais elevados de sucesso académico. Assim, o que parece relevar aqui é a internalização por parte da criança de ideias de auto-capacidade, de resiliência e sentido de propósito."

Santos, Agra, Castro e Cardoso, 2018

"Professores afetuosos e que prestam suporte emocional são promotores de comportamentos positivos nas crianças e fator de proteção contra trajetórias criminais futuras."

Farrington et al., 2012; Obsuth et al., 2017; Santos, Agra, Castro e Cardoso, 2018

A auto-avaliação contínua e a auto-atribuição de notas contribuem para o sucesso escolar, bem como um ensino recíproco / bidirecional e orientado para a resolução de problemas.

J. Hattie, 2015 bit.ly/jhattie2015

"As escolas que definem expetativas elevadas para todas as crianças (...) tendem a obter níveis mais elevados de sucesso académico. Assim, o que parece relevar aqui é a internalização por parte da criança de ideias de auto-capacidade, de resiliência e sentido de propósito."

Santos, Agra, Castro e Cardoso, 2018

Professores afetuosos e que prestam suporte emocional são promotores de comportamentos positivos nas crianças e fator de proteção contra trajetórias criminais futuras.

Farrington et al., 2012 Obsuth et al., 2017; Santos, Agra, Castro e Cardoso, 2018