FAQS

Encontre aqui as respostas às perguntas mais frequentes sobre a Teach For Portugal!

A Teach For Portugal é uma associação sem fins lucrativos, independente e apartidária, parte da rede global Teach For All (rede de organizações que trabalha em mais de 50 países há 3 décadas), que pretende contribuir para que, um dia todas as crianças e jovens em Portugal tenham a oportunidade de atingir o seu máximo potencial, não limitado pelo contexto de onde provêm.

O objetivo da Teach For Portugal é o de contribuir para uma sociedade em que a igualdade de oportunidades é a regra e não a exceção.

Para isso, a Teach For Portugal quer ser mais um agente impulsionador na vida das crianças, colaborando na sua educação e promovendo o desenvolvimento de competências para que possam atingir o seu potencial. Deste modo, esperamos quebrar ciclos de desigualdade e pobreza no futuro.

A Teach For Portugal quer eliminar o problema da desigualdade de oportunidades. O contexto onde uma criança nasce influencia as oportunidades que terá ao longo da vida, impactando de forma dramática o seu sucesso académico, e restringindo as suas escolhas.

Portugal tinha, em 2017, a segunda mais elevada taxa de retenção da Europa (35%). Nesse mesmo ano, 52% dos alunos de 15 anos de meios vulneráveis já tinha chumbado pelo menos 1 vez. Esta taxa era de apenas 9% no caso dos seus pares de contextos favoráveis.

Esta realidade é muito injusta e a Teach For Portugal quer contribuir para a eliminar.

As causas deste problema são diversas e estão enraizadas no sistema social em que tantas crianças se encontram. A sua resolução implica o envolvimento de todos os setores da sociedade. A Teach For Portugal, como parte da sociedade civil está comprometida em dar o seu contributo para que todas as crianças possam ter a oportunidade e motivação para escolher o seu caminho.

A Teach For Portugal recruta profissionais licenciados, com forte compromisso social, oriundos de diversas origens académicas para colaborarem durante dois anos a tempo inteiro nas escolas que servem comunidades de contextos socioeconómicos mais vulneráveis. Neste período impactam significativamente o desempenho académico, as motivações e expetativas das crianças e das suas comunidades. Este trabalho é desenvolvido dentro de sala de aula, colaborando com os professores, e fora dela, em estreita colaboração com todos os agentes no terreno, desde professores, direção, funcionários, famílias e instituições locais.

A experiência das organizações da rede Teach for All revela que ao fim dos 2 anos grande parte dos mentores do programa opta por dedicar a sua vida à educação, de forma direta ou indireta, criando um movimento de transformação capaz de eliminar a desigualdade educativa, de forma abrangente e sistémica. Trabalhando como professores, empreendedores sociais, assessores ou políticos, líderes em diferentes áreas, procuram garantir que cada criança tem a possibilidade de atingir o seu potencial.

São pessoas com uma licenciatura ou mestrado em qualquer área do conhecimento, em início de carreira ou com alguns anos de experiência profissional. Estas pessoas integram o Programa de Desenvolvimento de Liderança da Teach For Portugal durante os 2 anos em que se encontram nas escolas.

Os candidatos a mentores devem demonstrar 7 competências essenciais para fazer parte do Programa e assim se constituírem como um recurso de valor acrescentado para as escolas: alinhamento com valores da Teach For Portugal, compromisso e determinação, potencial de liderança, cidadania ativa, atitude de aprendizagem contínua, humildade e empatia, e pensamento crítico.

O processo de seleção de candidatos é competitivo, uma vez que se procuram profissionais com elevado desempenho académico e que demonstrem ter estado envolvidos na coordenação e participação de outras atividades ou movimentos cívicos.

O processo de seleção inclui quatro fases: 1) Registo on-line; 2) Candidatura on-line, 3) Centro de Avaliação de um dia que inclui exercícios e atividades que permitem avaliar as características acima detalhadas; e 4) Teste on-line de raciocínio lógico e pensamento crítico. Todo o processo de seleção foi desenvolvido tendo em conta a experiência e melhores práticas de outras organizações da rede global Teach For All , e é informado pelas diversas conversas com professores, diretores, pais e comunidades.

Os candidatos admitidos no processo de recrutamento e seleção, têm de apresentar quatro critérios de elegibilidade: 1) Ter um licenciatura; 2) Flexibilidade para deslocação na residência consoante as colocações; 3) Compromisso profissional a tempo inteiro por 2 anos; e 4) Ser fluente a Português como língua materna e possuir um nível de Inglês avançado (entre B2 e C2).

Para serem considerados para o Programa, os Mentores da Teach For Portugal têm de apresentar o seu certificado de registo criminal nos termos da Lei n.113/2009, de 17 de setembro.

Todos os Mentores que integram o Programa, doravante designados ‘Mentores’, têm um contrato de trabalho com a Teach For Portugal durante 2 anos, são remunerados e trabalham 40 horas semanais, o número de horas previsto na lei. Sendo o seu papel nas escolas apoiar as suas diferentes necessidades, os  Mentores estão disponíveis para um conjunto diverso de tarefas, como dinamizar sessões, atividades e projetos com os alunos de acordo com as necessidades específicas da escola.

A Teach For Portugal é inteiramente responsável pela formação das pessoas que integram o Programa de Desenvolvimento de Liderança. Toda a formação é preparada contando com o apoio e experiência de especialistas que trabalham com a rede Teach For All a nível internacional e com especialistas nacionais. Contamos com tutores pedagógicos, professores de escolas públicas e ainda com especialistas em diferentes áreas.

Estes profissionais integram um Programa de Desenvolvimento de Liderança onde recebem formação, coaching e acompanhamento contínuo, designadamente por um Tutor Pedagógico da Teach for Portugal, ao longo dos 2 anos do Programa. Esta capacitação começa com um período de formação intensivo no verão, sendo esta apenas uma formação inicial.

Não. É de notar o facto de que esta formação não é comparável à formação de um professor. O objetivo da Teach For Portugal não é a formação de professores. A Teach For Portugal forma indivíduos que, na escola, são recursos adicionais que colaboraram com os professores e outros profissionais na promoção do sucesso académico, no desenvolvimento de competências, e num ambiente de aprendizagem mais abrangente.

Os Participantes Teach For Portugal não substituem professores, e essa não é a intenção do Programa de Desenvolvimento de Liderança.

Os professores são os responsáveis pelo ensino e pela sala de aula. Para a Teach For Portugal é muito claro que os professores são aqueles que formam e preparam as próximas gerações para o futuro de todos nós. É com este pressuposto em mente que a Teach For Portugal desenhou todo o Programa de 2 anos. Os Mentores do Programa trabalham em colaboração com um professor, seguindo as suas orientações, para melhor o apoiar na criação de um ambiente propício à aprendizagem e desenvolvimento de competências dos seus alunos em sala de aula, de forma a maximizar as suas oportunidades futuras.

A Teach For Portugal conta com a experiência de mais de 50 organizações no mundo que trabalham com o mesmo propósito e que testaram diferentes modelos de atuação. Tal experiência permitiu verificar que o trabalho em contexto letivo, com o professor, tem um impacto nas crianças muito significaticativo, tanto no desenvolvimento de competências necessárias ao sucesso académico, como no próprio sucesso académico e no envolvimento das famílias dos alunos.

Os Mentores que integram o Programa da Teach For Portugal estão preparados para desenvolver com os alunos um conjunto de competências (metacognição, gestão emocional, pensamento crítico, mentalidade de crescimento) essenciais ao seu desenvolvimento pessoal e social, facilitando o processo de aprendizagem e, consequentemente, o seu sucesso académico.

Em sala de aula, a formação dos Mentores permite-lhes sugerir e promover o desenvolvimento de tais competências utilizando conteúdos programáticos ou temas sugeridos pelos professores.

Adicionalmente à componente letiva, os Mentores que integram o Programa têm cerca de 10-15 horas disponíveis para desenvolver projetos adicionais na escola. Tais projetos são definidos tendo em conta o contexto particular da escola e as necessidades identificadas pela direção, podendo estar dirigidos à promoção da cidadania ativa, ao apoio aos alunos ou mesmo à aproximação da escola à sua comunidade.

Todo o  Programa se desenrola ao longo de 2 anos letivos, a tempo inteiro. Acreditamos que a criação de uma relação de confiança com os alunos, os professores e toda a comunidade educativa é essencial para poder contribuir de forma significativa e sustentável, e não pontual.

Não, uma participação mais curta que 2 anos não é possível por duas razões. A primeira prende-se com o tempo necessário ao desenvolvimento e aprofundamento de relações positivas, não só com crianças como também com os professores, funcionários, famílias e instituições locais. A segunda prende-se com a experiência dos outros parceiros da rede Teach For All: esta indica que é no segundo ano que os Mentores alcançam um impacto mais profundo.

Qualquer organização da rede, como é o caso da Teach For Portugal, está comprometida em trabalhar com toda a comunidade educativa. A Teach For Portugal acredita que quem conhece as dificuldades e a complexidade do dia-a-dia nas escolas são aqueles que dedicam as suas vidas à educação e que estão diariamente no terreno. É com todos estes que se pretende aprender e perceber como os apoiar. Prova disto mesmo é o facto de o desenho do modelo de implementação do modelo em Portugal ter sido discutido com professores, diretores e outros membros da comunidade educativa de escolas públicas portuguesas, como o Conselho Nacional de Educação, a Direção Geral de Educação, membros do Programa Nacional de Promoção do Sucesso Escolas (PNPSE), Ministério da Educação, assim como setor privado e filantrópico, ao longo de mais de quatro anos.

A Teach For Portugal conta com financiamento de parceiros públicos e privados.

O Portugal Inovação Social é um dos principais financiadores do programa, através do Programa Parcerias para o Impacto, no âmbito do Programa Operacional Capital Humano, que “procura garantir o acesso a recursos educativos de excelência a todos os alunos, com um enfoque nas comunidades socialmente, economicamente ou culturalmente mais desfavorecidas, pelo que apoia e facilita a implementação de projetos por entidades independentes que visem contribuir para esse desiderato”.

Adicionalmente, o programa conta com o apoio de um conjunto de parceiros do setor público, designadamente municípios, privado e da própria sociedade civil.

O Ministério da Educação não financia o Programa da Teach For Portugal.

Os salários dos Mentores são pagos pela Teach For Portugal, uma vez que esta é a entidade que os contrata.

A Direção Geral de Educação (DGE) redigiu uma Manifestação de Interesse e Apoio ao Desenvolvimento do Projeto Teach For Portugal, para efeitos da candidatura ao AVISO nº POCH-67-2017-15, Ações de Inovação Social para experimentação e testes de novas respostas na área educativa – Programa Parcerias para o Impacto. Para além disso, existe um compromisso da Teach For Portugal de manter a DGE permanentemente informada das atividades no terreno.

A Teach For Portugal é independente de quaisquer interesses económicos ou políticos. Está interessada numa cooperação frutífera com todos os partidos democráticos, sindicatos, Ministério da Educação, autarquias e todas as instituições públicas e privadas envolvidas na Educação em Portugal.

A Teach For Portugal tem um acordo de parceria com a rede global Teach For All que assegura que a Teach For Portugal se rege por princípios comuns à rede e trabalha para a mesma visão da rede: “Um dia, qualquer criança ou jovem em Portugal, terá a oportunidade de atingir o seu máximo potencial, independentemente do contexto socioeconómico de que provenha”.

A rede Teach For All é uma rede de 58 organizações independentes, não governamentais, lideradas localmente, que não envolve qualquer tipo de troca comercial ou financeira. O objetivo desta rede é a partilha de conhecimento e boas práticas, unidas pelo mesmo propósito de criar movimentos nacionais de líderes para garantir que todas as crianças tenham a oportunidade de realizar o seu potencial. Os diferentes parceiros comprometem-se em manter um contacto próximo e em aprender uns com os outros para que possam realmente apoiar a escolas e as comunidades educativas com que trabalham. Isto porque as realidades de contextos mais desfavorecidos em qualquer país partilham muitas semelhanças – como a pobreza, discriminação, falta de oportunidades, etc.

O impacto da abordagem Teach For All é corroborado por vários estudos científicos realizados por entidades independentes, públicas e privadas, a diferentes níveis:

  1. Alunos em salas de aula de parceiros da rede demonstram ganhos significativos, academicamente e não academicamente (Keith Kershner, Elena Schmidt, and Radostina Angelova (2019) “Teach For Bulgaria Final Evaluation Report: 2018-2019” Research and Evaluation International. )
  2. Estudos mostram que os parceiros da rede Teach For All estão a mudar as perceções e influenciar carreiras profissionais dos seus participantes para criar um movimento de pessoas motivadas e comprometidas no sucesso de todas as crianças (Conn, Katherine, Virginia Lovison, and Cecilia Mo. 2019. “What is the Effect of Teaching in Underserved Schools on Beliefs About Education Inequality? Evidence from Teach For America”)
  3. Estudos estão a começar a mostrar que os parceiros da rede Teach For All impactam positivamente uma mudança ao nível comunitário e ao nível de sistema, para assegurar que todas as crianças, especialmente as mais marginalizadas, tenham a oportunidade de atingir o seu potencial. (Sam Baars, Eleanor Bernardes, Alex Elwick, Abigail Malortie, Tony McAleavy, Laura McInerney, Loic Menzies and Anna Riggall (2015) CfBT Education Trust.

Mais informações sobre estes estudos de impacto pode ser encontrada aqui: https://teachforall.org/research

Desde 1990, 62.000 pessoas já impactaram milhões de alunos como Mentores da Teach For America, muitos deles regressando às comunidades onde cresceram. Em particular, 8 em cada 10 alumni (pessoas que fizeram o programa de 2 anos) continuam a trabalhar em educação ou em áreas que impactam as comunidades onde os vivem os seus alunos e famílias.

Em 2019, com quase 62.000 alumni e Mentores em 50 regiões no país, a organização inclui agora 14.000 participantes, 3.700 diretores de escola e assistentes de diretor, 500 políticos, e quase 200 empreendedores sociais.